terça-feira, 22 de junho de 2010

Review - Frontal - Vida Convicta



Após uma breve introdução ao som de aviões e explosões diretamente de 11 de setembro, a máquina infernal chamada Frontal começa destruindo tímpanos sem o menor sentimento de pena! A faixa de abertura desse álbum de estreia "Vida Convicta", se chama Terrorismo. E é exatamente nessa faixa que o caos começa como um belo cartão de visitas cravado na testa do ouvinte! Os vocais excelentes de Deivid, casam muito bem com a proposta das músicas e da ideologia impregnada nas letras da banda. Riffs velozes e bem marcantes condizem com o bom e velho hardcore aliado ao peso do metal.  "Sobre Ser Libertário" é a faixa seguinte, e a minha favorita. Destaco essa faixa pela mistura de ritmos mais cadenciados e as letras muito bem encaixadas e aquele coro tradicional, perfeito para cantar nos shows! O ritmo acelerado volta com tudo na terceira faixa intitulada "Nova Terra", nela encontramos até alguns breakdowns no meio da faixa, onde bater cabeça se torna obrigatório! Na sequencia temos mais uma faixa longa, se comparada com o restante, e quem merece destaque dessa vez é o baterista Marcell! Sem dúvidas o forte dessa banda carioca são as letras inteligentes e sempre com algo importante a dizer. Um bom exemplo disso é a quinta faixa chamada "Elo de Amor". A sexta e última música do álbum termina com maestria, unindo ritmos variados, gritos desesperados proclamando suas verdades, instrumental coeso e a sensação final de um trabalho bem feito. Vale ressaltar a bela capa desenhada por Wil Mineto, juntando simplicidade e beleza num só quadro. A vida de uma banda no Underground nacional, todos sabemos, não é fácil! Frontal: Mais um aliado nessa luta. 8/10

Review por Pedro Humangous.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário